Feira Literária movimenta o Centro no segundo dia do Festival da Utopia


21 de julho de 2018 - 11h54

Os livros expostos retratam temas históricos, políticos, filosóficos ou voltados para as ciências sociais, mas quem for ao local encontrará também obras de grandes nomes da literatura nacional, como Guimarães Rosa e Graciliano Ramos, entre outros autores adultos e infantis. Além da variedade de temas, o preço dos livros é outro atrativo, com títulos a partir de R$ 15. 

Quem foi aprovou a iniciativa. A professora de Geografia aposentada, Vanderlina Dittz, de 57 anos e o marido Roberto Dittz, de 67 anos, marcaram presença na feira pela segunda vez, nesta sexta-feira (20/07). Eles foram no primeiro dia de Festival e levaram para casa cerca de 10 títulos, que segundo eles, fazem parte dos assuntos que eles mais se interessam e compartilham conhecimento. O casal ainda contou que na primeira edição do festival, em 2016,  hospedaram 20 visitantes de Minas Gerais na própria casa, entre eles, professores universitários.

“Nós temos um forte interesse pelas questões políticas e sociais e quando se tem um festival deste tipo na cidade é um passo que o município está ando rumo às realizações dos sonhos. Como o nome diz, a utopia tem que servir para fazer as pessoas pensarem em como querem o futuro e somente sonhando isso juntos é que conseguiremos”, disse Vanderlina.  

Já Roberto destacou que espera a continuidade do festival em Maricá, como acontece em muitas cidades que mantém a tradição de eventos sociais em seu calendário. “Acredito que os maricaenses ainda não absorveram o que acontece e qual é o legado que o festival da utopia pode deixar para a cidade. Espero que conforme o festival for ficando conhecido, os jovens que estão em busca do seu sonho possam participar cada vez mais do que é exposto aqui”, concluiu.

Inscreva-se

Para o acampamento da juventude